Optometristas dão consultas a pessoas sem abrigo

A Associação de Profissionais Licenciados de Optometria (APLO) vai participar no projeto InteGrar, da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia, com a realização de 25 consultas de optometria a pessoas em situação de sem abrigo. Esta parceria nasce no âmbito da identificação de problemas visuais em pessoas acompanhadas pelo projeto InteGrar, financiado pelo Norte 2020.

As consultas decorrerão no espaço do DropIn, promovido pelo InteGrar, onde as pessoas em situação de sem abrigo, podem encontrar apoio e acompanhamento social nas problemáticas diárias a que esta população está exposta.

Assim e considerando a missão da APLO, foi com bastante agrado que se verificou a convergência de esforços e intenções, entre a Associação e o Município de Vila Nova de Gaia. Deste modo, a intervenção da APLO prender-se-á com a prestação de cuidados para a saúde da visão com prescrição de dispositivos médicos oftálmicos para a compensação de erros refrativos.

“O acompanhamento clínico atempado feito por um Optometrista é determinante no sentido de identificar precocemente possíveis problemas de saúde da visão antes que evoluam para estados irreversíveis. Esta é uma premissa válida para todas as pessoas e que, naturalmente, é mais difícil de realizar em pessoas em situação de sem abrigo. Mais de 2 mil milhões de pessoas em todo o mundo sofrem de deficiência visual ou cegueira e pelo menos 1,1 mil milhões de pessoas vivem com deficiência visual e cegueira que poderia ter sido evitada se lhes fosse assegurado acesso aos cuidados necessários para condições como miopia, glaucoma e catarata”, afirma Raúl de Sousa, Presidente da APLO.

A APLO integra esta iniciativa no âmbito do Dia Mundial da Visão de 2022 (13 de outubro), em parceria com a Agência Internacional para a Prevenção da Cegueira (IAPB), e que tem como lema “Comprometemo-nos a dar prioridade à sua saúde da visão”.

Gostou deste artigo? Partilhe com a sua comunidade!